foto

Noites Insanas (Ao Vivo)

Jerry Adriani

Noites insônias maldigo o meu insano
Entre um cigarro e outro
Algumas noites ergo meus castelos
N'outras noites vou destruir

Fico acordado, vendo só fantasmas
Sim eu não sei mais porque acordei
Onde eu perdi a fé, porque perdi a paz
Senhor! nem sei mais quem eu sou

ÔÔ ÔUÔÔ ÔUÔÔ Senhor
ÔÔ ÔUÔÔ ÔUÔÔ Senhor

Isso é a guerra irmão
Perdi pra ilusão
Eu vacilei nas armadilhas

Eu que não acreditei no mal
Fiz dele meu ideal
Tentei viver do bem
Achar as trilhas

Tudo bem (tudo bem)
Achei a mártir pra me acompanhar
Ela contou meus osso e me perguntou
Por quê? pra quê? quem é você?

Noites insanas maldito ser bizarro
Entre um delírio e outro
Algumas noites queria que acabasse
E como Lázaro reviver

Não suporto mais o inferno que há em mim
Eu quero outra vez viver sobre a luz
Onde eu perdi a fé? porque perdi a paz?
Senhor! nem sei mais quem eu sou

Como Paulo no caminho de Damasco, viu tua luz
e ouviu tua voz, ficou cego por três dias,
depois o teu amor o curou, ao teu amor se
converteu, teu nome ele honrou, a tua glória
espalhou nas tuas cartas aos quatro cantos do
mundo, para sempre ele te louvou.
Eu como filho pródigo quero voltar a sua casa
Senhor.

ÔÔ ÔUÔÔ ÔUÔÔ Senhor
ÔÔ ÔUÔÔ ÔUÔÔ Senhor
ÔÔ ÔUÔÔ ÔUÔÔ Senhor
ÔÔ ÔUÔÔ ÔUÔÔ Senhor...
publicidade