foto

Por Nada E Por Ninguem

Jay Vaquer

A primeira vista
Há de me deixar confuso
Com esse seu olhar difuso
De quem não presta atenção

A primeira vista
Todo risco é ameaça
E o medo que a gente passa
Cimenta os pés no chão

A primeira vista
Dois joelhos machucados
Te redimem dos pecados
Se usados pra rezar

A primeira vista
Tudo esta no lugar certo
Mas a praia é um deserto
Cravado na beira-mar

A primeira vista
Eram só coincidências
Uns amigos em comum
E uma vibração do bem

Se ontem não te dei valor nenhum
Hoje não te troco por ninguém

A primeira vista
Cada linha do poema
É a verdade suprema
Só porque esta no papel

A primeira vista
Deve haver uma saída
E que seja nessa vida
Sei lá se há vida no céu

A primeira vista
Ela é moça direita
Nunca levantou suspeita
Mas à mim não enganou

A primeira vista
A noite é o fim do dia
Eu acho que eu deveria
Dormir, mas eu nem vou

A primeira vista
Eram só coincidências
Uns amigos em comum
E uma vibração do bem

Se ontem não te dei valor nenhum
Hoje não te troco por ninguém
Por nada e por ninguém
Por nada e por ninguém
publicidade
publicidade