foto

E Assim, Saltar

Jay Vaquer

De que jeito ficará?
Por onde foi cambalear
Quem deixou sem muro, grade ou portão
A nossa solidão
Que nunca foi de passear
Desatina numa usina
Fabricando amor
E se faz de morta
Por supor
Que é só um ensaio...

Sendo assim,
Me resta então aproveitar
Delícias nesse caos
Seguir enfim
Nas curvas dessa espiral
Os improvisos
Que interessam mais
Enquanto eu for capaz
De me surpreender...

De que forma ficará?
Será que vai amarelar?
Se perder cantigas-no-colo-da-mãe
A quem recorrerá?
A mais completa solidão
Amiúde um açude
Transbordando em dor
E se faz de doida
Por favor
Maluca de pedra...

Sendo assim,
Me resta então aproveitar
Delícias nesse caos
Pra poder seguir enfim
Nas curvas dessa espiral
Os improvisos
Que interessam mais
Enquanto eu for capaz
De me surpreender
E assim, saltar
Sem saber se a rede está por lá
Se é que um dia já esteve
E se não estiver, invento...

Sendo assim,
Me resta então aproveitar
Delícias nesse caos
Seguir enfim
Nas curvas dessa espiral
Os improvisos
Que interessam mais
Enquanto eu for capaz
De me surpreender...

compositores: Jay Vaquer
publicidade
publicidade