Tudo bem, fecha a porta que graça tem ver o outro partir
Quero sair sem que tu me acompanhes com o teu olhar
Quando a esquina eu dobrar vou sumir

Veja bem, nada importa pois sem você o que hei de fazer?
Adoecer por causa do desgosto? Ou desmoronar?
Sempre que me lembrar vou dizer

É... já foi o tempo do sorriso e da alegria
E da paixão que comovia os corações
Já foi o tempo da canção e da melodia
Não existia nada além de nós dois

Até que um dia você veio desfazendo
Toda sombra me dizendo: "não dá mais"
Agora é cada um por si, cada qual com sua prece
Já podes fechar a porta,

Esquece...
publicidade