Jair Rodrigues

Arrasta a Sandália

Jair Rodrigues

Arrasta a sandália que o samba vai começar
Arrasta a sandália que o samba vai começar

O meu samba é de frente
É fundo de quintal
Do morro do asfalto
É dito popular
Brasileiro, guerreiro
De chão, de terreiro
Ele é de carvalho e de jequitibá
Sai de dentro do peito
Não tem preconceito
Emana alegria em qualquer lugar

Arrasta a sandália que o samba vai começar
Arrasta a sandália que o samba vai começar

Ele não tem segredo
De roda, de enredo
Em qualquer esquina
À luz do luar
Ele é branco, ele é negro
Arrasta a corrente
Inspira poetas em mesa de bar
Ele é valente, é coisa da gente
Semente que brota em qualquer lugar

Arrasta a sandália que o samba vai começar
Arrasta a sandália que o samba vai começar
publicidade