Ivan Lins

Bonito

Ivan Lins

Podia ser um fox-trot
Até mesmo um rock
Até porquê nunca pintou de minha parte
O preconceito, o despeito, o disparate, a intelorância
Quero distância de quem pensa assim de mim

Eu quero todo o meu direito
E o que preciso
Pis simplesmente não resisto ao bonito
Quero o sorriso da Yara e suas rosas
Correndo as mesas pelas noites da cidade
Tão maravilhosa

Não é saudade, nem por falta de caminho
Querer a flauta, o violão e o cavaquinho
Caminho a gente fa, saudade a gente mata
Ou então descarta, suporta e fim
publicidade