foto

O Escolhido

Haikaiss

Cantando na chuva depois da meia-noite, eu e o breu
Reza particular, versar, falar com Deus
Pensar em ser maior que essa rede de mentiras
Não fique em choque com tiras, com breck, com quem conspira

Todo mundo igual, eu e o meu destino
Me esquivo com base em instinto
Destaque atrai inveja
Tupac é a prova em espírito, lírico, estude ouvindo
Como um escolhido escolhe sua missão e segue cumprindo

Bem temperado, temperamental, educado
Capricorniano, brasileiro, nerd, bem-dotado

Por um lado Veríssimo, acho graça sozinho
Imprevisível e ranzinza, meio Niro, metade Al Pacino
Não se pergunte por que eu
Não se confunde, lute, chute a bola descalço
O momento é seu
Não se pergunte por que o esforço
O seu time tem reforço, mas canela com canela sempre doeu

Então tabela com quem é, cautela, pede axé
Tipo, eu e o dé no espírito Samba da Vela
O sentimento em síntese, no exemplo grego Pêntese
Reunidos na capela só escolhidos em parênteses
Meu, sentiu a dimensão Anhanguera?
Processo sem inscrição, inclusão independente de lente,
Gente crente em ti, não tente desacelerar
Se não já viu como a favela se plorifera

É você, desce, faz acontece
Cresce mas não esquece que quem manda é você
Qual será sua posição no tabuleiro
Seguirá ou não as linhas do roteiro (2x)

Cada folha rabiscada, não na encolha, escancarada
Como deve ser o verso, eu imerso nessas águas rasas
Sujeito a correnteza, eu, você e as incertezas
Que morrem afogadas com alguns goles de cerveja

Mas além que o papo de boteco (muito além!)
Se eu to no barco, não só pesco! Vou lutar por meus projetos!
Esquerda ou direita. Jabor versus Felipe Neto
Essência do aprendiz frente ao Morpheus, meu, papo reto !

Cito lutas, estuda,luto por justas causas
Como o Jorge Lucas de fusca cria o universo em casa
Vendo a porta fechada, mas até ela em aberto
E tinha tudo pra dar errado? Não! Tudo pra dar certo
Com fé, esperto, soube lapidar o dom
Brincar com Microtons, é só aumentar o som
Rap fino, foda, underground chic . com
Ensaiei, ensaiei feito Alfonso Cuarón

É você, desce, faz acontece
Cresce mas não esquece que quem manda é você
Qual será sua posição no tabuleiro
Seguirá ou não as linhas do roteiro (2x)

E desenhei, desenhamos, me conte o tempo que andamos
Me explique mesmo quem somos, se vamos, se fomos,
Somos autores da iniciativa, certeza que hoje obtida
Confunde ao passar dos anos, concordamos em ser obreiros
De medidas primitivas

Nan mio ro rengue kyo, foco de uns versos pra obras, pra obra um
verso Poesia papo complexo, o dom que me deram eu peço
O universo a mim favorável a cada daimoku

Me escolheram escolhi o que sempre quis
Verdadeiro igual aquele que não esconde a intenção
Pra ser feliz Já vi interpretações sobre o que fiz,
Mas nunca vi jogador trocar camisa com juiz

diz quem tu considera escolhido perante ao olho
lidando com elogios, seguindo beirando o bolo
Descalço ao calor do solo, uma voz que supera o coro
Uma voz que supera o coro?

Se for tocar no quesito esperança
Passos, lambança, revê infância, cresce, avança
Menino Brasil,pressão sentiu, mandou pra puta que pariu
Ouviu? Não confunda ambição com ganância
Sua substância inspiratória que não sai no encarte

O tempo passa e confesso que hoje ando light
Tentações rodeiam mais quentes que a Silvia Saint
Resulta no maior gasto em meus maços de Lucky Strike
Mic chec, por isso Arquiteto te grito benção

Não peço que vença só que a sina não seja tensa
Meus dias de dor que vi transpor, das drogas do muro ao giz
Validos como experiência.

Escolhidos, seus ditados
Temas, temas enviados, raros que lotam a platéia
Quem diga Joseph Climber. Mudanças teriam
Judeus sobreviveriam se pra cada nazista uma lista
como a de Schindler

Outra direção num outro rumo
Pessoas que não me entendem tentam me fazer de aluno, é o cúmulo
Sabedoria é escasso mas se tem pra acrescentar eu olho para o escuro
Escolhido pra ser líder da revolta
Presos inteligentes a minha família solta
Por isso que é normal separado em seu próprio turno
Pelos homens de coturno que contornam a rotatória e volto

(?)
que salvou vidas perdidas entretidas em destroços...


publicidade