Muita Sorte

Gal Costa

Se a canoa virou, muita sorte virá
Quem já foi já passou, para o fundo mar
Se a canoa virou, muita sorte virá
Quem já foi já passou, para o fundo mar

Olha que o mar vira e não é brincadeira
É na tempestade que a gente vê bem quem é quem
Quem é de ficar com medo e remando na beira
Ou é de enfrentar e buscar o que ainda não tem

Eu tive morena que jurou amor eterno
No primeiro inverno não quis ficar e voou
A vida virou e me trouxe outra morena
Que valeu a pena
Acabou meu dilema
Mostrou verdadeiro amor
Que valeu a pena
Acabou meu dilema
Mostrou verdadeiro amor

  • publicidade