Mamãe, Coragem (Ao Vivo)

Gal Costa

Mamãe, mamãe não chore
A vida é assim mesmo, eu fui embora
Mamãe, mamãe não chore
Eu nunca mais vou voltar por aí

Mamãe, mamãe não chore
A vida é assim mesmo, eu quero mesmo é isto aqui
Mamãe, mamãe não chore
Pegue uns panos pra lavar, leia um romance
Veja as contas do mercado,pague as prestações

Ser mãe é desdobrar fibra por fibra os corações dos filhos
Seja feliz, seja feliz

Mamãe, mamãe não chore
Eu quero, eu posso, eu quis, eu fis
Mamãe, seja feliz

Mamãe, mamãe não chore
Não chore nunca mais, não adianta
Eu tenho um beijo preso na garganta
Eu tenho um jeito de quem não se espanta
Braço de ouro vale 10 milhões
Eu tenho corações fora do peito
Mamãe,mamãe não chore, não tem jeito

Pegue uns panos pra lavar, leia um romance
Leia "Elvira, a morta virgem", "O Grande Industrial"
Eu por aqui, vou indo muito bem
De vez em quando brinco Carnaval
E vou vivendo assim:
Felicidade na cidade que eu plantei pra mim
E que não tem mais fim, não tem mais fim
Não tem mais fim


A Pele do Futuro Ao Vivo
Album: A Pele do Futuro Ao Vivo
Gravadora: Biscoito Fino
Ano: 2019
Faixa: 3
  • publicidade