Atrás Da Porta

Gal Costa

Quando olhaste bem nos olhos meus
E o teu olhar era de adeus
Juro que não acreditei, eu te estranhei
Me debrucei sobre teu corpo e duvidei
E me arrastei e te arranhei
E me agarrei nos teus cabelos
No teu peito, teu pijama
Nos teus pés ao pé da cama
Sem carinho, sem coberta
No tapete atrás da porta
Reclamei baixinho
Dei pra maldizer o nosso lar
Pra sujar teu nome, te humilhar
E me vingar a qualquer preço
Te adorando pelo avesso
Só pra provar que ainda sou tua
Só pra mostrar que ainda sou tua
Até mostrar que ainda sou tua


Mina Dagua Do Meu Canto
Album: Mina Dagua Do Meu Canto
Gravadora: RCA Records Label
Ano: 1995
Faixa: 2
  • publicidade