Assum Branco

Gal Costa

Quando ouvi o teu cantar
Me lembrei nem sei do que
Me senti tão-só
Tão feliz tão-só
Só e junto de você

Pois o só do meu sofrer
Bateu asas e voou
Para um lugar
Onde o teu cantar
Foi levando e me levou

E onde a graça de viver
Como a chuva no sertão
Fez que onde for
Lá se encontre a dor
Que só há no coração

Que só há no bem-querer
E na negra escuridão
Assum preto foi
Asa branca dói
Muito além da solidão


Album: Aquele Frevo Ax (1971)
Gravadora:
Ano: 1971
Faixa: 5
  • publicidade