Gabriel Valim

Quem Sabe Cê Volta

Gabriel Valim

Pensei que eu ia dormir
Só pensei
Coração fazendo greve de sono
Tá tentando evitar você até em sonho

Até a lua já trocou de lugar com o sol
E a campainha quebra o silêncio
Achei que era você

Mas era só o filho do vizinho
Pedindo a bola de futebol
Que caiu no quintal

E bem na hora do almoço o carteiro
Deixou uma correspondência no seu nome
Até perdi a fome

Mas não perco a esperança
De te ver abrindo a porta
Quem sabe cê volta
Quem sabe cê volta

To deixando o portão destrancado
Correndo risco de assalto
Quem sabe cê volta
Quem sabe cê volta
Quem sabe cê volta
publicidade