foto

À Prova de Balas (Dirtyloud Remix)

Fresno

Você pode dizer que já ficou para trás
Pode até esquecer, dizer que não importa mais
Mas teu passado se lembra
O teu passado não esquece

E nesse inverno cruel vai puxar teus lençóis
Não se pode fugir do que faz parte de nós
Mas nossos olhos delatam
Quando se cala a voz

Andando no escuro
Por quem você vai gritar
Em quem você vai pensar
Eles não estão aqui pra nos proteger

E o meu pensamento
É à prova de balas
É à prova de fogo
E isso ninguém vai tirar de mim

Sente o veneno que sai da tua televisão
Eles vão dar uma festa pra nossa extinção
Quem muito mostra, esconde
E engana quem vê de longe

E que na tua estrada, você possa entender
Que alguns nascem pra amar, e outros para vender
No fundo eles têm medo de quem tem muito a dizer

Andando no escuro
Por quem você vai gritar
Em quem você vai pensar
Eles não estão aqui pra nos proteger

O meu pensamento
É à prova de balas
É à prova de fogo
E isso ninguém vai tirar de mim

Quantas armas poderão calar as almas dos que estão em guerra
Quantos homens deve ter um exército pra nos tirar das trevas

O que se ouve a seguir é a transcrição de uma mensagem endereçada à humanidade
A nós enviada pelo povo das Plêiades, em sete línguas
publicidade