foto

Guardo No Coração

Francisco Alves

Guardo no coração
O beijo da saudade
Sofro a dor profunda
Desta crueldade
Teu beijo, recordação
Deste meu penar
Deixou-me tão sozinho a soluçar

Sorrias que eu sofria
Pelo teu amor
Cantando
Aumentavas mais a minha dor
E Deus, o pai divino
Olhando minha agonia
Sentiu esta tristeza que eu sentia

Mulher, por Deus eu juro que te quero tanto
Que choro de saudade do teu rosto santo
Deixaste o meu amor por uma ilusão
Um dia, hás de chorar esta separação

Ainda há de ficar a minha dor sozinha
E eu a rir de uma saudade que foi tanto minha
Assim terás na alma o sentimento
E viverás daquela cicatriz
Que foi o meu tormento

Mulher, por Deus eu juro que te quero tanto
Que choro de saudade do teu rosto santo
Deixaste o meu amor por uma ilusão
Um dia, hás de chorar esta separação

Ainda há de ficar a minha dor sozinha
E eu a rir de uma saudade que foi tanto minha
Assim terás na alma o sentimento
E viverás daquela cicatriz
Que foi o meu tormento
publicidade
publicidade