foto

Você Não Sabe o Que É Amor / Bala de Prata

Fiduma e Jeca

Não use mais o plural
Não fale de nós dois como se tudo ainda fosse igual
Não tente se desculpar
Você não tem moral pra me dizer que sabe o que é amar
Eu te juro, nunca mais
Nunca mais vou me entregar

Pode ir, tudo bem
Você não sabe o que é gostar de alguém
Pode rir, 'to legal
E o que eu sofri espero que não sofra igual
Fiquei mal, mas passou
Você não sabe o que é amor

Pode ir, tudo bem
Você não sabe o que é gostar de alguém
Pode rir, 'to legal
E o que eu sofri espero que não sofra igual
Fiquei mal, mas passou
Você não sabe o que é amor

Você não sabe o que é amor
Você não sabe o que é amor


Criminosa
Não posso olhar dentro do seu olhar
Bala de prata acerta pra matar
Virei seu refém e não quero escapar

Bandida
Você atirou em minha direção
E acertou bem no meu coração
Minha vida ficou na palma de suas mãos

Segura a fêmea de Sorocaba

Hoje cedo acordei, mas sei lá
Uma coisa diferente em mim
O meu corpo arranhado, suado
Uma história sem começo e fim

Ela entrou no meio da noite
Tem a chave do meu coração
De repente soltou seus cabelos
Me entreguei sem ter reação

Não posso olhar dentro do seu olhar
Bala de prata acerta pra matar
Virei seu refém e não quero escapar

Bandida
Você atirou em minha direção
E acertou bem no meu coração
Minha vida ficou na palma de suas mãos

Criminosa
publicidade