foto

Pesadão / Brisa (Ao Vivo)

Enzo Rabelo

Ooh ooh-ô-oh
Som pesadão, pesadão-dão
Ooh ooh-ô-oh

Vou reerguer o meu castelo
Ferro e martelo
Reconquistar o que eu perdi
Eu sei que vão tentar me destruir
Mas vou me reconstruir
Vou 'tá mais forte que antes

Quando a maldade aqui passou
E a tristeza fez abrigo
Luz lá do céu me visitou
E fez morada em mim

Quando o medo se apossou
Trazendo guerra sem sentido
A esperança aqui ficou
Segue vibrando

E me fez lutar para vencer
Me levantar e assim crescer
Punhos cerrados, olhos fechados
E eu levanto a mão pro alto e grito
Vem comigo quem é do bonde pesadão

Ooh ooh-ô-oh
Som pesadão, pesadão-dão
Ooh ooh-ô-oh


Sente a vibração que o som chegou
Bota o pé na areia e deixa a onda entrar
Tá geral na pilha, então, demorou
Vem que é da boa e tu vai gostar

Eu tô na brisa
E nada me abala, que delícia
E hoje eu tô de boa, tô na brisa
E nada me abala, que delícia
E assim eu canto

Yeah, yeah, yeah, yeah
Se joga nessa brisa até o dia amanhecer
Yeah, yeah, yeah, yeah
Se joga nessa brisa até o dia amanhecer

Então passa lá em casa tô fazendo vários nadas
Traz o isopor porque hoje a tarde vai dar praia
Presta atenção que hoje a missão
É ficar suave, numa boa, tranquilão

Eu tô na brisa
E nada me abala, que delícia
E hoje eu tô de boa, tô na brisa
E nada me abala, que delícia
E assim eu canto

Yeah, yeah, yeah, yeah
Se joga nessa brisa até o dia amanhecer
Yeah, yeah, yeah, yeah
Se joga nessa brisa até o dia amanhecer
publicidade