foto

O Homem Do Pacoval - Sonhar Com Rei Dá Leão - Os Sertões - Arte Negra Na Legendária Bahia

Emílio Santiago

Belzebu, o rei do mal
Era festejado em cerimônia especial

Belzebu, o rei do mal
Era festejado em cerimônia especial

Voando, nas asas da poesia
A Portela em euforia
Vive um mundo de ilusão
E vem cantar

E vem cantar
E vem cantar
Os mistérios da Ilha de Marajó
Uma historia que fascina
Vem do alto da colina do Pacoval

Sonhar com filharada é o coelhinho
Com gente teimosa, na cabeça dá burrinho
E com rapaz todo enfeitado
O resultado pessoal
É pavão ou é veado

Sonhar com filharada é o coelhinho
Com gente teimosa, na cabeça dá burrinho
E com rapaz todo enfeitado
O resultado pessoal
É pavão ou é veado

Sonhar, sonhar com anjo é borboleta
Sem contemplação, sonhar com rei dá leão
Mas nesta festa de real valor, não erre não
O palpite certo é beija-flor (é beija-flor)

Os jagunços lutaram
Até o final
Defendendo Canudos
Naquela guerra fatal

Os jagunços lutaram
Até o final
Defendendo Canudos
Naquela guerra fatal

Marcado pela própria natureza
O Nordeste do meu Brasil
Oh! Solitário sertão
De sofrimento e solidão
A terra é seca
Mal se pode cultivar
Morrem as plantas e foge o ar
A vida é triste nesse lugar

Saravá, Atotô, Obaluaiê
Yemanjá, Ogum, Oxumarê

Saravá, Atotô, Obaluaiê
Yemanjá, Ogum, Oxumarê

Abram alas pros meus tumbeiros
Nos sete portais da Bahia
É a arte negra que desfila
Com seus encantos e magia
Da sua terra, trouxeram a saudade
Da capoeira, o berimbau
Os enfeites coloridos
O pilão, colher de pau

Iorubá, Banto, Gegê
No terreiro dançavam
Samba e batuquegê

Iorubá, Banto, Gegê
No terreiro dançavam
Samba e batuquegê

Iorubá, Banto, Gegê
No terreiro dançavam
Samba e batuquegê
publicidade
publicidade