Edvaldo Santana

Cantora De Cabaré

Edvaldo Santana

Eu cantei o amor e pra mim veja o que restou
Foi um trago de dor num copo de vermouth
Sou uma cantora de tango, de rumba e de mambo
O que você quiser
Fui a principal donzela A vedete dos cabarés
Sou uma contora de tango de rumba de samba de mambo
o que você quiser
Fui a principal donzela A vedete dos cabarés
São tantas pessoas que exploram, sua paixão sua fé
Plantando o vício, o medo o susto no coração da mulher
publicidade