Duduca e Dalvan

Duduca e Dalvan

Sertanejo

Isabela

Duduca e Dalvan

Isabela
bela flôr de um jardim florido
sorriso de uma manhã, tão lindo
de sonhos, muitos sonhos
de uma vida prosseguir

Isabela
a bela que adormeceu em seu mundo
tão pequeno inocente e inseguro
de certezas e incertezaz
de uma voz a se calar

Onde o orvalho trouxe a dor
para aquela linda e bela flôr
um anjo que tocou o céu
pequenas pois nas mão de Deus
que lhe deu asas pra voar
um coração pra perdoar
o que o peito jamais vai apagar
um lindo olhar que se fechou
a meiga voz que se calou
nos braços de um anjo viajou

Um país tão comovido que chorou
uma estrela inocente se apagou
seu sorriso de criança nos deixou
Isabela linda e bela como a flôr
Isabela linda e bela como a flôr
Isabela linda e bela como a flôr
Isabela...
  • publicidade