Djavan

Dores Gris

Djavan

Sei que não sei
Sair de onde quero ficar
O meu lugar
É aonde eu ainda não fui
Vivo assim como quem nem nasceu
Esperando você para amar e viver
A poesia
Quanto mais lida, mais ganha vida
Com seu amor
Um ser melhor serei

O vento austral sopra longitudinal
As melenas da nau solidão
E as dores gris de quem ama e não é feliz
É uma praga que dá na raiz
Pois sem você não saberei quem sou
Ou o que faço com tanto amor

Sei que não sei
Sair de onde quero ficar
O meu lugar
É aonde eu ainda não fui
Vivo assim como quem nem nasceu
Esperando você para amar e viver
A poesia
Quanto mais lida, mais ganha vida
Com seu amor
Um ser melhor serei

O vento austral sopra longitudinal
As melenas da nau solidão
E as dores gris de quem ama e não é feliz
É uma praga que dá na raiz
Pois sem você não saberei quem sou
Ou o que faço com tanto amor
publicidade