Vapor de Arerê

Diogo Nogueira

Dentre amores tão velozes
E saudades tão menores
Vem, teu sorriso te condena
Vem pra saber se vale a pena

Ontem desmontei os teus segredos
Hoje deparei com novos medos
Medo de perder meu grande amor
Sem tentar

Vou cuidar pra crescer, pra benzer, pra vingar
Todo meu bem-querer pra você na lembrança
Um vapor de arerê revelou aliança
Firmando o ponto de equilíbrio em nossa dança
  • publicidade