foto

Quando Bate a Saudade

Diego e Ramon

Quando bate a saudade é veneno na veia
Solidão me invade, sou a mosca na veia
Dói demais a saudade da tua companhia
Toda intimidade, o que a gente fazia...

Fora da realidade, desconectada
Cabeça está em outra dimensão
Tua falta me tirou o rumo
Eu sigo sem rumo em qualquer direção...

Lua cheia no céu que clarei minha triste sina
É sua falsidade, sofro e choro rolando na cama
É esse o drama, simbora saudade!

Quando bate a saudade é veneno na veia
Solidão me invade, sou a mosca na veia
Dói demais a saudade da tua companhia
Toda intimidade, o que a gente fazia...

Fora da realidade, desconectada
Cabeça está em outra dimensão
Tua falta me tirou o rumo
Eu sigo sem rumo em qualquer direção...

Lua cheia no céu que clarei minha triste sina
É sua falsidade, sofro e choro rolando na cama
É esse o drama, simbora saudade!

Quando bate a saudade é veneno na veia
Solidão me invade, sou a mosca na veia
Dói demais a saudade da tua companhia
Toda intimidade, o que a gente fazia...
publicidade
publicidade