foto

Dou a Vida Por Um Beijo / Do Brasil à Argentina / Vida Vazia (Ao Vivo)

Diego & Arnaldo

Difícil demais
Te amar assim
Minha timidez
Tem que ter um fim
Preciso perder
O medo de falar
Pra não te perder
Vou me declarar

Morro de saudade
Quando você some
Dá uma vontade
De gritar seu nome
Quase uma loucura
Uma obsessão

Pra me sentir feliz
Só tem uma saída
Fazer você ficar
De vez na minha vida
Perto dos meus olhos
E do coração

Eu te amo
Eu preciso te dizer
Todo dia, toda noite
O meu sonho é você

Eu te amo
É paixão que não tem fim
Dou a vida por um beijo
Eu quero ter você pra mim

Eu te amo
Eu preciso te dizer
Todo dia, toda noite
O meu sonho é você

Eu te amo
É paixão que não tem fim
Dou a vida por um beijo
Eu quero ter você pra mim

Dou a vida por um beijo
Eu quero ter você pra mim


Já comprei o passaporte dos meus sonhos
No primeiro avião eu voo pra buscar meu amor
Ela mora na província de Santa Fé
E Rosário me espera e se Deus quiser
Hoje mesmo eu vou pra Argentina

Já no puedo más vivir quedarme un día sin sintir tu calor
De besar me puedo loco de envolverte en tus besos deliciosos
E eu não fico nem um minuto mais nesse país
Vou buscar alguém, alguém pra me fazer feliz
No primeiro avião hoje mesmo eu vou viajar
Eu vou pra Argentina, oh uoh
'To indo te buscar

Eu vou pra Argentina, oh uoh
'To indo te buscar


Depois que você foi embora
A solidão entrou, trancou a porta
E não me deixa mais
Eu já tentei sair
Tentei fugir, não consegui
Eu já não tenho paz

Até o meu sorriso é tão sem graça
Não há nada que disfarça
Essa tristeza em meu olhar

E o que é que eu vou fazer pra te esquecer?
E o que é que eu vou fazer pra não sofrer?
E o que é que eu faço pra você voltar
Pra minha vida?

Vida vazia, saudade sua
Dia nublado, vento gelado
Noite sem lua
Vida vazia de sentimentos
Noite sem sono, no abandono
Eu não aguento

Vida vazia, saudade sua
Dia nublado, vento gelado
Noite sem lua
Vida vazia uoh oh oh oh
Noite sem sono, no abandono
Eu não aguento

compositores: Antonio Luiz Espirito Santo, Cecilio Alves Martins, Luiz Carlos Pigeard De Almeida Prado
publicidade
publicidade