foto

Clic Clec (Part. Thaíde e Nego Mário) (Ao Vivo)

Dexter

Na minha retina, os tempos passados e o presente
Só tem miséria, fome, governo incompetente
Criança desnutrida, revolta sem escola
Tudo soldado do sistema, sociedade aa
País desgovernado, máfia implantada
Homem de gravata covarde, corrupto
É, é assim que é, um poço sem sentido
O homem quer passar até por cima da lei de Cristo
Pais sem fé, é assim que é
Na minha retina o futuro é quase que incerto
Nos amamos nosso país, a nossa pátria
Mas quem governa aa
Na minha retina já, já existem várias falhas
É o fim, é a gama, é o registro, é assim
Papel vai, papel vem, o governo fode o povo
O seu olhar tem na minha retina
Clic, clic clec ninguém se mexe
Firmeza Thaíde, firmeza Dexter
Ai ninguém se mexe, firmeza total ai brother
Zona sul


Clic clec nem se mexe
Novamente a história se repete, Jão
Clic clec nem se mexe
Só você pode mudar essa situação

Clic clec nem se mexe
Novamente a história se repete
E eu ouço gritos, choros, lamentações
Por todos os lados vinham as multidões
No meio dessa guerra sou apenas mais um
Rimando redundância cada um por cada um
Tentando se salvar, pro bicho não pegar
Não pensa faz coisa errada, só pra se complicar
Cai lá dentro mais um sofrimento
Aprendo uma pá de besteira de coisa do arrebento
Mas a sorte acaba, surpresa desagradável
Foi achado no buraco, cheiro insuportável
Morreu mais uma vítima do país da fome
Vida curta nem deu tempo de fazer um nome
No desespero a molecada cai no crime
A situação de miséria é quem define
Vontade de cada um pra sobreviver
Num lugar que pra muitos não tem muito o que fazer
A não ser bater de frente com o sistema e tal
Politico, jurídico, militar, criminal
Guerreiro com guerreiro é sempre zigue zague
Sobrevivência sempre é matéria em destaque

E quando pergunto pra que,
Que serve tanto destaque assim
Fica falando, fica reclamando a vida é assim, enfim
Pra resumir muito bem, cuidado com as armadilhas que a vida tem
Enquanto você fica ai pensando se aprende ou não
Sua pele ainda continuar nessa situação

Clic clec nem se mexe
Novamente a história se repete, Jão
Clic clec nem se mexe
Só você pode mudar essa situação (2x)

Uh tô na pista , Uh tô na favela
Clic clec ninguém se mexe
Nos quatro cantos do mundo
Todos os reis morreram
Só um ressuscitou
Clic clec ninguém se mexe

Clic clec nem se mexe
Novamente a história se repete
E sem final feliz sou eu quem falo eis me aqui
E vim pra te dizer que querer ser é se iludir
Quem sou eu? O mano que viveu
Mas te digo ó meu, a pena não valeu
Veja bem o crime tem seus atrativos sim
Mas o fim pode não ser tão atraente assim
O bangue é louco mais louco do que você pensa
E não demora muito tempo pra perceber que não compensa
Ganhando, suave, lindo, elegante
Mas depois na cena triste o prejuízo é gigante
Se sobrou um qualquer subiu lá pro gravata
Meus pêsames você perdeu o ouro e a prata
Veste sua calça, seu jaleco e fica ali
Vai descer pro RO pega a fila, vamo ai
A partir de agora se tornou só mais um réu
Um número a mais registrado no papel
Respeitado entre os manos talvez, pode até ser
Você colhe o que planta, o ditado faz valer
Vão exigir de você disciplina, educação, regras,
Leis do campo de concentração, então tá preparado Jão
Pense bem, e não se esqueça da sua família que sofre também
Quem tem, tem. Quem não tem passa mal ao extremo
São horas de viagem cansaço, veneno
E porta de cadeia só buchicho irmão
Maus-tratos é papo, só humilhação
Só sofrimento constante por tempo indeterminado
Essa é a cota de qualquer condenado
Mas não precisa ser assim só depende de você
O que tá em jogo meu truta, é viver ou morrer

Clic clec nem se mexe
Viver ou morrer
Novamente a história se repete, Jão
Clic clec nem se mexe
Só você pode mudar essa situação

Clic clec nem se mexe
Novamente a história se repete, Jão
Clic clec nem se mexe
E só você pode mudar essa situação.





































publicidade
publicidade