foto

Castelo De Ladrão

Dexter

O brilho da lua me convida pra rua
Tô inspirado vou tirar mó barato
TV é sem futuro to a pampa de ficar em casa
Aí bandido, a temporada é de caça
O Niggaz ligou tem auê na Bela Vista
Várias delas e o motel tá na lista
Quem conhece a vida louca jamais esquece
Cadê meu celular vou ligar o Afro-X
Qual é mesmo o número daquele maluco?
São tantos na memória que fico confuso
Mas se pam aquela mina ainda vai me ligar
Espera ai resolvi não tô podendo esperar
Alô, quem ta falando?
É o Dexter, mano
Qual e a cena, irmão?
A nossa cara é da um pião
Mas aí, diz pá mim, onde você tá ladrão?
Toô em frente da goma, acabei de chegar
Só vou mudar o naipe e me jogar
Faz um dez já tô colando
Faz o seguinte liga os outros manos
Tá pela ordem, vou ficar por aqui
Mas aí, não embaça pra subir
Bença Dona Neuza, tô em casa
Só vô fazer um tempo e vô numa balada
Sintonizei o rádio, 105 é a cara
Esse é da antiga, truta coisa rara
Ducha de responsa, perfume importado
Puma de couro, pulova invocado
Olhei no espelho, tô na picadilha
Paguei grandão de moletom da Adidas
Ih! Ligação outra vez
Quem será que é, homem ou mulher?
Seja quem for, vô da perdido, né?
Intuição é foda, na linha Dona Encrenca
Amor vô pro show com o tribunal, não esquenta
Fita dominada, hora de se mandar
Conheço minha nega, ela pode embaçar
Se ela se envocar põe tudo a perder
Por nada eu perco essa noite D

Quem ama a liberdade, vem comigo no refrão
Quem ama a liberdade, faz castelo de ladrão

Quem ama a liberdade vem comigo no refrão
Quem ama a liberdade faz castelo de ladrão

O carango tá brilhando, tá da hora
Aciono o controle, tô saindo fora
Disqueteira bate redondo o som
MV Bill traficando informação
Rumo a curtição, sigo meu destino
Ouço minha mãe: Vai com Deus, menino!
Dexter, desculpa se eu demorei
Tô na fita, já cheguei
Já liguei, os parceiros tão esperando
Direto pro centro, vamo que vamo
Rua Oneda, sentido Planalto
No farol: Vai, vai, vai maluco é um assalto
Um playboyzinho cheio de marra
Perdeu sua caranga importada
Na neblina do ABC é assim
Vacilo, o coro come, é o fim
Maluco vai vendo aí do lado
Se liga só nas pretas do Palio
Troca de olhares um tchauzinho
Firmeza aí, até mandaram beijinho
Várias rainhas na periferia
As vacas da TV, só pornografia
Tô legal, minha cara é a favela
Zé Povinho morre de inveja
Esquema da hora, mó rolê
Por nada eu perco essa noite D

Quem ama a liberdade, vem comigo no refrão
Quem ama a liberdade, faz castelo de ladrão

Quem ama a liberdade, vem comigo no refrão
Quem ama a liberdade, faz castelo de ladrão

1, 2, 3, 10 minutinhos
Pela Via Anchieta é rapidinho
Já colocamos no point, horário marcado
O Bad demorô, de praxe atrasado
Se pá, o mano levou uma geral
O flagrante tá na mente, normal
Dois toques de farol alto
É o morro descendo o asfalto
De Opala 92, sonzeira no talo
Trilha Racionais, mas não é pra embalo
Salve rapa, desculpe a demora
A cena foi foda, tô rindo até agora
Eu tava no pião com meu truta Marcão
Deixei ele na goma e sai a milhão
O mano é casado, vish mó b.o.
A dona da pensão não teve dó
"seu cachorro onde cê tava até agora?"
Falô Marcão, tô saindo fora
Fazer o que, o rolê continua
Guiado por Deus e o brilho da lua
Preta ou loira, fica a sua escolha
Rostinho bonito,hum mó sem vergonha
Gandaia é convite ao ladrão
Quem vê cara, não vê coração
Camisinha pra sair cas vagabunda
Acelero o carango, põe a segunda
Errar é humano, meu cérebro é falho
Se eu não me engano, é as pretas do Palio
Dei um alerta, as mina encostou
Aí truta, o cavalo marchou
Se morder a isca, vô arrasta
Abrir a porta, desci, vô até lá
Prazer Afro-X, qual sua graça?
Oi, tudo bem? Meu nome é Márcia
"Ae vamo acordar é hora da contagem ladrão
Ô, ô, ô, chefe, ô 164953 véi, 157958"

publicidade
publicidade