foto

Oriente

CPM 22

Uma noite de janeiro como outras tantas
Muito quente, muita gente na lembrança
Quem diria que seria um tanto diferente
Por um instante a terra parou de repente

Quando vi não pude acreditar
Me oriente pelas estradas dessa vida
Estradas dessa vida

A partir daquele dia tudo andou pra frente
Do seu jeito no seu tempo com respeito
Eu remei eu insisti eu me fiz presente
Por várias semanas

Quando te vi não pude acreditar
Me oriente pelas estradas dessa vida
Estradas dessa vida

Quando vi não pude acreditar
Me oriente pelas estradas dessa vida
Estradas dessa vida

Construindo pouco a pouco nossa identidade
Conduzindo com amor sinceridade
Te ofereço minha alma por inteiro
E não pela metade

Quando te vi não pude acreditar
Me oriente pelas estradas dessa vida
Estradas dessa vida
publicidade