Chico César

Negão / Mand'ela (feat. Lazzo Matumbi) [Ao Vivo]

Chico César

Negam que aqui tem preto, negão
Negam que aqui tem preconceito de cor
Negam a negritude, essa negação
Nega a atitude de um negro amor

Mas pra todo canto aonde tem você, eu vou
Com o canto do olho lançam setas de indagação
Ainda não sabem, mas sabemos que opressão
É a falta de pressa do opressor pedir perdão
A quem não perdeu tempo e a muito tempo perdôou
Mas nunca esqueceu, não

Me chama, me xinga
Mas me leva com você e eu vou
Me chama, me xinga
Mas me leva com você e eu vou

Negam que aqui tem preto, negão
Negam que aqui tem preconceito de cor
Negam a negritude, essa negação
Nega a atitude de um negro amor

Mas pra todo canto aonde tem você, eu vou
Com o canto do olho lançam setas de indagação
Ainda não sabem, mas sabemos que opressão
É a falta de pressa do opressor pedir perdão
A quem não perdeu tempo e a muito tempo perdôou
Mas nunca esqueceu, não

Me chama, me xinga
Mas me leva com você e eu vou
Me chama, me xinga
Mas me leva com você e eu vou

mand’ela
mand’ela
mand’ela
mand’ela
mand’ela

gastei minha sandália havaiana
andando atrás dessa baiana
mas a baiana me vaiou
eu disse que vim do Senegal
montado num cavalo-de-pau
baiana me desmontou
olha que me queixo pro tutú
baiana deixa disso
vou reclamar pro bispo de tu

mand’ela vir
mand’ela aqui
mand’ela cá
mand’ela vir
mand’ela aqui
mand’ela cá
mand’ela mand’ela
mand’ela mand’ela...

eu disse que vim do cabo verde
mas ela me achou imaturo
mandou pra porto seguro
e agora tá indo a pé

eu disse que vim do cabo verde
mas ela me achou imaturo
mandou pra porto seguro
e agora tá indo a pé

mand’ela vir
mand’ela aqui
mand’ela cá
mand’ela vir
mand’ela aqui
mand’ela cá
mand’ela mand’ela
mand’ela mand’ela...
publicidade