Musa eu, sou seu museu aberto pra visitação
Museu da luz, museu da pessoa
Museu da espera, e do encantamento
Do calçamento ainda não pisado
E da calçada explodindo em flor

Musa eu, sou seu museu
Do jambo pendurado no jambeiro
E se sonha passa pássaro, e balança [?]
Museu do café amargo, num copo grande
Museu do corpo, meu corpo e o seu
E do aprendizado em outros corpos

Musa eu, sou seu museu
Musa eu, sou seu museu

Musa eu, sou seu museu da memória de ontem
Do musgo, do mel, da musica sem fim museu

Enfim museu do mar, do cheiro de mar museu
Espaço cultural, a ser preenchido pelo beijo
Fundação tremula, dos afetos acidenticos
Museu da mordida no lábio inferior

Da língua solta, do verbo encarnado transcolor
Museu do abraço experimental
Das almas atentas, antenas entre si, entrelaçadas
Da rede [?], museu do índio intimo
Contemporâneo místico

Museu do seu [?] preto musa
Do somos do som do eco
Museu do somos do som do eco
Museu do somos do som do eco
Museu do somos do som do eco
Museu
publicidade