Cezar e Paulinho

Natureza (feat. CAIM) [Ao Vivo]

Cezar e Paulinho

Olha seu moço como é linda a natureza
No sertão quanta beleza que Deus fez pra gente ver
A luz da lua sobre as águas refletidas
Tem uma cor parecida como as flores do ipê.

Não há, não há lugar igual aqui
A lua faz morada no sertão onde nasci

Olha seu moço a cachoeira murmurando
A cerração levantando bem lá na curva do rio
O joão-de-barro fez seu ninho bem forrado
Para dormir sossegado quando é noite de frio

Não há, não há lugar igual aqui
A lua faz morada no sertão onde nasci

Olha seu moço um sertanejo cantando
Suas queixas revelando ao amigo violão
Com muito orgulho eu lhe digo face a face
É aqui também que nasce a poesia e a canção

Não há, não há lugar igual aqui
A lua faz morada no sertão onde nasci
Não há, não há lugar igual aqui
A lua faz morada no sertão onde nasci
publicidade