Cezar e Paulinho

Na Última Hora

Cezar e Paulinho

Na última hora ainda tentei fazer você ficar
E compreender que a solução de tudo não era partir
Um simples adeus não seria o bastante para apagar
Marcas do nosso amor
Por entre nossas coisas, em você e em mim

Na última hora o pranto do meu rosto não te impediu
Da fazer as malas, me deixar na sala e na solidão
Eu fiquei aqui parado no cantinho sem abrir a porta
Na esperança que você fizesse meia volta
Que esquecesse tudo e voltasse pra mim

Mas você não voltou nem pra se despedir
O adeus não teve tempo e eu fiquei aqui
Feito um barco sem vento
Olhando, ao longe, o porto sem poder chegar
E aos poucos foi sumindo, foi diminuindo
Se perdeu lá fora, me deixou, foi embora
Mas meu coração vai te seguir pra sempre
E te fazer voltar

Mas você não voltou nem pra se despedir
O adeus não teve tempo e eu fiquei aqui
Feito um barco sem vento
Olhando, ao longe, o porto sem poder chegar
E aos poucos foi sumindo, foi diminuindo
Se perdeu lá fora, me deixou, foi embora
Mas meu coração vai te seguir pra sempre
E te fazer voltar
publicidade