À frente um horizonte se estende
Visões de você dançam em minha mente
Ao entardecer uma dança indecente
Cresce em mim o prazer
Sou multidão e estou só, só

Nossos laços não se perdem na distância
A minha ânsia por seu suor
E a sua fragrância, o seu suor

Visões de você, visões de você
Dançam em minha mente
Visões de você, visões de você
Dançam em minha mente

O pensamento é alternativa para a sua ausência
A solidão medíocre me força à suplência
Eu derramo palavras na imensidão do mar
Poderoso e derradeiro
Me sufoca como um nó, nó

Vindo com vento tormentoso o seu cheiro
E eu me perco novamente, tudo novamente
Sou como uma tribo descrente
(Tudo novamente, tudo novamente...)

A minha ânsia por seu suor
E a sua fragrância, o seu suor

Visões de você, visões de você
Dançam em minha mente
Visões de você, visões de você
Dançam em minha mente...
publicidade