Oceano

Caetano Veloso

Assim
que o dia amanheceu
lá no mar alto da paixão
Dava pra ver o tempo ruir,
Cadê você, que solidão,
Esquecer, ai de mim!

Em fim,
de tudo o que há na terra,
Não há nada em lugar
nenhum
Que vá crescer sem você chegar.
Longe de ti tudo parou,
Ninguém sabe o que eu sofri.

Amar é um deserto e seus temores,
Vida que vai nas celas dessas dores
Não sabe voltar.
Me dá teu calor,
Vem me fazer feliz por que eu te amo,
Você deságua em mim e eu oceano,
e esqueço que amar é quase uma dor.
Só sei
Viver
Se for por você.

Em fim,
de tudo o que há na terra
Não há nada em lugar
nenhum
Que vá crescer sem você chegar,
Longe de ti tudo parou,
Ninguém sabe o que eu sofri.

Amar é um deserto e seus temores,
Vida que vai nas celas dessas dores
Não sabe voltar.
Me dá teu calor,
Vem me fazer feliz por que eu te amo,
Você deságua em mim e eu oceano,
e esqueço que amar é quase uma dor.
Só sei
Viver
Se for por você.

Envie essa música para um amigo

Album: Circuladô (Ao Vivo) (1992)
Gravadora: Universal Music
Ano: 1992
Faixa: 11
  • publicidade
  • Top Músicas
  • 01 É Hoje
  • 02 Podres Poderes
  • 03 Anunciação
  • 04 Un Vestido Y Un Amor
  • 05 You Don't Know Me
  • 06 Muito Romântico
  • 07 Chuvas De Verão
  • 08 Oração ao Tempo
  • 09 Quando Eu Penso Na Bahia
  • 10 O Leãozinho