Nada

Caetano Veloso

Cheguei juntinho a sua porta
nem sei como consegui
me disseram que nao estavas
e que nunca voltarias
que tu já tinhas partido

Uma dor senti no peito
tua casa está em silêncio
ao fechar de novo a porta
uma lágrima de dor invadiu meu coraçao

Nada, nada, nada restou desse amor
só teias de aranha que tece na dor
o roseiral também murchou e hoje caído pelo chao
Também arrasta sua cruz

Nada, nada, mais que tristeza e silêncio
Nada que me diga que vives ainda
Onde estás? Quero dizer-te que hoje volto arrependido
Implorando teu amor.

Envie essa música para um amigo

Album: Omaggio a Federico e Giulietta (1999)
Gravadora:
Ano: 1999
Faixa: 7
  • publicidade
  • Top Músicas
  • 01 Maluco Beleza
  • 02 Podres Poderes
  • 03 Chuvas De Verão
  • 04 Queixa
  • 05 Se Todos Fossem Iguais a Você
  • 06 Soy Loco Por Ti America
  • 07 Tropicalia
  • 08 Qualquer Coisa
  • 09 Lua E Estrela
  • 10 A Grande Borboleta