A Bossa Nova É Foda

Caetano Veloso

O bruxo de Juazeiro numa caverna do louro francês
Quem terá tido essa fazenda de areais?
Fitas-cassete, uma ergométrica, uns restos de rabada
Lá fora o mundo ainda se torce para encarar a equação
Pura-invenção/dança-da-moda
A bossa nova é foda

O magno instrumento grego antigo
Diz que quando chegares aqui
Que é um dom que muito homem não tem
Que é influência do jazz
E tanto faz se o bardo judeu
Romântico de Minesota
Porqueiro Eumeu
O reconhece de volta a Ítaca:
A nossa vida nunca mais será igual
Samba-de-roda, neo-carnaval, Rio São Francisco
Rio de Janeiro
Canavial
A bossa nova é foda

O tom de tudo
Comanda as ondas
Do mar
Ondas sonoras
Com que colore no espacial
Homem cruel
Destruidor, de brilho intenso, monumental
Deu ao poeta, velho profeta
A chave da casa
De munição

O velho transformou o mito
Das raças tristes
Em Minotauros, Junior Cigano
Em José Aldo, Lyoto Machida
Vítor Belfort, Anderson Silva
E a coisa toda:
A bossa nova é foda

Envie essa música para um amigo

Album: Abraçaço (2012)
Gravadora: Universal
Ano: 2012
Faixa: 1
  • publicidade