foto

Melo Do Robôroqué

Bonde do Rolê

"Cus amigu lá da frança conheci dafiti punk
Ouvi na cretinage sampriei i fiz um funk
Os gringo tudo safado já entraro nesse bonde
Om mó taime, arandeuôurdi, rárdi bédi, fésti shtrongue

Na melô do roboróque num dá pra ficá parado
As mina faiz ér guitá e os preibói fica bolado
Capacete na cabessa, breiquidênce até o chão
Vai mexeno rebolano e olhando a luiz neom

Puxa uma, puxa duas na terceira arrebenta
Mais duro que amansa lôco, qualqué uma nóis aguenta
Nóis num é parasicolo nóis num é felomenal mais agente sabe o
truque de faze sumi o pau

Cuma mão lá na cabessa i a otra lá no chão
vai dessendo rebolando pirano o cabessão
pega i bota u veiudo dentro do seu sutiã
treis palminha uma virada i grita ALAKAZÃ
publicidade