A-há

Bidê Ou Balde

Chama o pessoal da produção aí, por favor, oh!
Avisa o Renan que eu não vou poder levar o filho dele no colégio.
É que a mulher dele me ligou, me pediu: "Querido, me dá uma mão?"
Eu disse: "Até duas!" Também pudera, né!?
Avisa o pessoal que talvez não dê pra “mim” ir na festa hoje de noite.
É que eu tenho que fazer uns lance pro meu vô e pra minha vó, então!

Pô! Do peru a festinha, hein!?
Eu tava lá atrás, tinha uma mina jogada no chão.
Natália, o nome dela, tava escrito na correntinha.
Do lado dela tinha um bando de gente, assim, e um alemão.
Sujeito estranho, gritando meio louco:
"Eu sou o Mickey Rourke!”

Aí eu comecei a cometer loucuras!
Estou jogado no chão desesperado pelo teu amor.
E as coisas que eu digo não são as coisas que eu faço, viu!?
E as coisas que eu faço não são as coisas que eu penso, então...
Então porque que tu insiste em ficar aí parada com essa cara,
encostada na parede, me olhando, falando, pensando coisas.
Se tu realmente não consegue ser eficiente em dizer alguma coisa.
Porque tudo o que tu consegue dizer realmente é A-há! A-há!
  • publicidade