foto

O Inferno é Aqui

Barão Vermelho

Foi decretado
Estado de calamidade social
Agora já se paga os pecados
Com carnê mensal

O inferno é aqui
E não adianta, nem tentar fugir
O preço que se paga é alto
Para existir

Na rua
O povo todo traz na cara
A insatisfação
Já não sorriem
Tolos miseráveis
Filhos da nação

O último a sair
Que apague a luz
E desça da cruz
Com tempo pra fugir
Em direção a um futuro
Que não terá fim
publicidade
publicidade