Atitude 67

Quinto Andar

Atitude 67

É que eu hoje acordei e reparei quando olhei na janela
Que o céu estava mais bonito, hoje eu sonhei com ela
Meiga e muito, mas muito mais forte do que aparenta
Mexendo comigo com seu pouco mais de um metro e cinquenta

Pequena me espera só mais um segundo aí que eu quero te olhar
Como de costume já estou apetando o botão do quinto andar
Então vê se escuta com seu coração que vai ser bem melhor
Porque o que eu quero dizer pra você eu canto em tom maior

E mando até parar meu samba, eu faço o samba parar
E a batucada cala só pra te ver passar
E mando até parar meu samba, eu faço o samba parar
E a batucada cala só pra te ver passar

Ela é “pequenininha”, toda risonha, cem por cento alto astral
É daquelas meninas que quando tu sonha não quer acordar no final
Vem perguntando e quer que eu responda e eu sei que vou ceder
Passa a mão no cabelo, tá cheia de onda, só pra me convencer

Mas eu não nego que eu fui moleque nem por meio segundo
É uma velha mania que desde pivete eu tenho de abraçar o mundo
Vivo aprendendo contigo, baixinha, e eu sei que é diferente
Sinto a energia bem mais positiva quando tu tá presente

E mando até parar meu samba, eu faço o samba parar
E a batucada cala só pra te ver passar
E mando até parar meu samba, eu faço o samba parar
E a batucada cala só pra te ver passar
publicidade