foto

Testamento de Partideiro (Ao Vivo)

Arlindo Cruz

Pra minha mulher deixo amor, sentimento, na paz do Senhor
E para os meus filhos deixo um bom exemplo, na paz do Senhor
Deixo como herança, força de vontade, na paz do Senhor
Quem semeia amor, deixa sempre saudade, na paz do Senhor

Pros meus amigos deixo meu pandeiro, na paz do Senhor
Honrei meus pais e amei meus irmãos, na paz do Senhor
Ao fariseus não deixarei n~em dinheiro, na paz do Senhor
É mas pros falsos amigos deixo o meu perdão, na paz do Senhor

Porquê o sambista não precisa ser membro da academia
Ao ser natural em sua poesia o povo lhe faz imortal
Porquê o sambista não precisa ser membro da academia
Ao ser natural em sua poesia o povo lhe faz imortal

E se houver tristeza que seja bonita, na paz do Senhor
Pois tristeza feia o poeta não gosta, na paz do Senhor
Um surdo marcando o som de cuíca, na paz do Senhor
Viola pergunta mais não tem resposta, na paz do Senhor

Quem chora por mim que o faça sambando, na paz do Senhor
Porque um bom samba é forma de oração, na paz do Senhor
É más um bom partideiro só chora versando, na paz do Senhor
Tomando com amor batida de limão, na paz do Senhor

Porquê o sambista não precisa ser membro da academia
Ao ser natural em sua poesia o povo lhe faz imortal
Porquê o sambista não precisa ser membro da academia
Ao ser natural em sua poesia o povo lhe faz imortal

Quando ando hoje é com muita emoção, na paz do Senhor
Relembrando também a que não tem refrão, na paz do Senhor
E eu agradeço também é pela vida inteira, na paz do Senhor
Seja o seu amiguinho lá de Madureira, na paz do Senhor
publicidade