foto

Casal Sem Vergonha (part. Sandra De Sá)

Arlindo Cruz

A minha vida é um mar de rosas
Em tua companhia
Brigamos mil vezes ao dia
Mas depois das brigas
Retorna a harmonia
Às vezes ela é dengosa
Às vezes é bicho de peçonha

Sem vergonha
Somos um casal sem vergonha
Nós brigamos por ciúmes
Costumes, queixumes ou coisas banais
Não quero que ela fume
Ela quer que o perfume
Que eu use, não cheire demais
Brigamos quando sou bravo
Brigamos até quando banco o pamonha

Às vezes ele provoca
E às vezes sou eu o provocador
Quando fazemos as pazes
Nós somos os azes na arte do amor
Mesmo brigando esperamos
Por muitas visitas da Dona Cegonha
publicidade