foto

Batuques do Meu Lugar (Ao Vivo)

Arlindo Cruz

Zabumba e sanfona
Toquei lá no Ceará
Congo e catira
Dancei lá em Mossoró
Fandangos, caboclinhos
No Pará, o carimbó
Bata no baticum,
Deu umbigada e o boi bumbá

A benção na Bahia
Com o axé do afoxé
Hoje o maculelê
Samba de roda e candomblé
Me embalei no xote
E xaxado no sertão
No rap sanfonado
Que vem lá do Maranhão
Seresta em BH
Quimom do Siriri
Chamado é catoclé
Capuré é Capuí
Mil coisas eu vivi
Igual ao samba eu nunca vi

Junta o pandeiro
Com ganzá e tamborim
A força do batuque
A decisão tocou em mim
A grande apoteose
Do terreiro me contou
Herança de família
Vem do avô, do meu avô
Bate forte o meu ganzá
Seu Zé, Ialulú
A paz, meu badauá
Tambores de xangô
Os bambas do lugar
Se curvam para o rei sambar

Junta o pandeiro
Com ganzá e tamborim
A força do batuque
A decisão tocou em mim
A grande apoteose
Do terreiro me contou
Herança de família
Vem do avô, do meu avô
Bate forte o meu ganzá
Seu Zé, Ialulú
A paz, meu badauá
Tambores de xangô
Os bambas do lugar
Se curvam para o rei sambar
Os bambas do lugar
Se curvam para o rei sambar
Os bambas do lugar
Se curvam para o rei sambar

O rei sambar
O rei sambar
O rei sambar
publicidade