foto

Amor na Contramão

Anjos do Hanngar

O amor ensina a recusar
Doce sina sem se ver
É o medo e sua sombra
Um segundo eu e você
O risco
A dura franqueza de errar
No peito do visionário
Rimando acerca; denso sonho
Desejo tem nome vindo não sei de onde
O amor é fogo devagar
Quente lava de um vulcão
Um poço de pecado
Verve
Alucinação
Sete anos de azar
Sete dias na prisão
Eu deixo o vento me levar na contramão
Mas seja como for ou tudo que será
Eu sei que um dia a gente ainda há de encontrar
A direção do amor e não se machucar
Ser feliz demais
Na seca, a sede e o rio
Ter uma nova chance todo mundo é capaz!
Por que não tentar
Sem se desculpar em nome do amor?
publicidade
publicidade