Alcione

Tá Vendo Ai

Alcione

Eu sempre fui desastrada
Tonta, estabanada, nas coisas do amor
Quando vou, vou bem fundo
Se vou, vou com tudo
É assim que eu sou
Mas hoje me confesso surpresa
Você que é fortaleza
Hoje amanheceu
Dando soco na mesa
Cheio de incerteza
Tá pior que eu

Tá vendo aí
Forças ocultas e fantasmas do seu coração
Tá vendo aí
A insegurança é o outro lado da moeda da paixão
Tá vendo aí
Você se zanga quando eu brigo pelo que é meu
Tá vendo aí
Não tem motivo e você tá pior que eu

Me sinto meio vingada
Vaidosa e assustada de te ver assim
Pois as suas pegadas
Eu, enciumada
Cansei de seguir

Tá vendo aí
Forças ocultas e fantasmas do seu coração
Tá vendo aí
A insegurança é o outro lado da moeda da paixão
Tá vendo aí
Você se zanga quando eu brigo pelo que é meu
Tá vendo aí
Não tem motivo e você tá pior que eu

Me sinto meio vingada
Vaidosa e assustada de te ver assim
Pois as suas pegadas
Eu, enciumada
Cansei de seguir

Tá vendo aí
Forças ocultas e fantasmas do seu coração
Tá vendo aí
A insegurança é o outro lado da moeda da paixão
Tá vendo aí
Você se zanga quando eu brigo pelo que é meu
Tá vendo aí
Não tem motivo e você tá pior que eu
publicidade