Tá Na Minha Hora

Adriana Calcanhotto

Te fiz uns sambas, neguinho, te dei carinho
Despi as suas fantasias devagarinho
Da sua onipotência tratei com jeitinho
E das chegadas de madrugada no sapatinho

Agora tá na minha hora
Eu vou passar uns tempos em mangueira
Não chora, neguinho, não chora
O meu coração é da estação primeira

Te deixo a geladeira cheia e sem promessa
Que findo o carnaval eu tô de volta
Não chora, neguinho, não chora
O meu coração é verde rosa
Não chora, neguinho, não chora
Tá na minha hora, tá na minha hora

Envie essa música para um amigo

Album: Micróbio Vivo (2012)
Gravadora:
Ano: 2012
Faixa: 12
  • publicidade