Os Ilheús

Adriana Calcanhotto

Uma onda pode vir do céu
Imponderável como as nuvens
E cair no dia feito um véu
Ou a tampa de um ataúde

E nada impede que se afundem nela
Atlântidas e arranha-céus
Ou que nossas cidades, luzes submersas
Se tornem mausoléus

Em arquipélagos, os ilhéus
Pisarão ruínas ao úmido mar
Maravilhados e incréus
E devotados a insolúveis questões

Espuma, areia
Fúteis e ardentes
Caminhadas ao léu

Uma sombra pode vir do céu
Imponderável como as nuvens
E cair no dia feito um véu
Ou a tampa de um ataúde

E nada impede que se afundem nela
Atlântidas e arranha-céus
Ou que nossas cidades, luzes submersas
Se tornem mausoléus

Em arquipélagos, os ilhéus
Pisarão ruínas ao úmido mar
Maravilhados e incréus
E devotados a insolúveis questões

Uma onda pode vir do céu

Envie essa música para um amigo
  • publicidade