buscar

Roberto Carlos

estilos: Jovem Guarda, Romântico

Aquela Casa Simples

Naquela casa simples
Você falou pra mim
Que eu tivesse cuidado
E não sofresse com as coisas desse mundo

Que eu fosse um bom menino
Que eu trabalhasse muito
Que o nome do meu pai soubesse honrar
E nunca fosse um vagabundo

Ainda não era dia e você me dizia:
Deus te abençoe, te guarde,
Se mantenha sempre em sua companhia.
E eu te olhei nos olhos, eu te beijei a mão
Eu disse amém
E o meu abraço fez você ouvir meu coração

Vida minha, vida minha

E andando pela rua
Meu pai bem junto a mim
Olhava com ternura
A lágrima molhar meu paletó de brim

Toda a minha bagagem
Num banco da estação
Era de amor, coragem
As bênçãos do meu pai, a fé e um violão

E na cidade grande
Tristeza e alegria
Uma saudade imensa
E a solidão que eu ainda não conhecia

E o tempo foi passando
E então eu compreendi
Cada palavra sua
Naquela manhã do dia em que eu parti

Vida minha, vida minha
Vida minha, vida minha

E veio a primavera
E as flores do jardim
Enchiam de perfume
As cartas que chegavam de você pra mim

Mas hoje com sorrisos
Podemos recordar
Mas sempre que me lembro
A emoção e dá vontade de chorar

Vida minha, vida minha

Vida minha, vida minha

Recordações
publicidade
versão clássica © 2014
Roberto CarlosAquela Casa Simples

Você deseja o áudio ou vídeo da música?

áudiovídeo
Terra Mobile