buscar

Jorge e Mateus

estilos: Sertanejo

Morena Proibida

Por causa de um par de olhos negros de amedrontar
Acho que a felicidade violeiro foi buscar
Que até a sua viola não parou mais de tocar
No peito desse caboclo felicidade é pouco
Dá pra ver no seu cantar

Por uma linda morena violeiro apaixonou
E aquela flor de açucena o coração enfeitiçou
Mal sabia violeiro da família que ela vinha
De pai rico endinheirado, cem mil cabeças de gado
Era pouco pra que o tinha

O pai daquela morena tinha fama de ser duro
E disse que o violeiro na vida não tem futuro
Com ela não tem namoro, foi esse o seu recado
Só Deus sabe o que sentia, violeiro magoado

Violeiro foi embora, chegou na grande cidade
No ponteio da viola sobrou oportunidade
De gravar aquela história que falava de um amor
Nas paradas de sucesso
Violeiro estorou

Depois de milhões de cópias
E a conta já garantida
Voltou naquela fazenda da morena proibida
Comprou a propriedade
E disse ao fazendeiro
Agora eu caso com ela
Se o problema for dinheiro
publicidade
versão clássica © 2014
Jorge e MateusMorena Proibida

Você deseja o áudio ou vídeo da música?

áudiovídeo
Terra Mobile